Drones no Mercado Imobiliário

Inicialmente desenvolvidos para o serviço militar, os drones invadiram o mercado e caíram no gosto da população, para diversos fins. A popularidade do equipamento cresceu no final dos anos 2000, quando começaram a ser bastante utilizados pela população em geral para fins de entretenimento. Hoje é um dos principais objetos de desejo das crianças, mas também é usado de forma profissional, principalmente por fotógrafos e cinegrafistas que desejam capturar as melhores imagens e cenas.

E por que não utilizar esta tecnologia no mercado imobiliário? Sim, é possível e já é realidade.

E o que são Drones ?

Drones são veículos aéreos não tripulados, controlados a distância por meios eletrônicos e computacionais, sob comando de seres humanos, podem voar controlados manualmente ou de forma autônoma programados em computador.  Na prática, são equipamentos que usam uma tecnologia similar aos dos clássicos veículos de controle remoto.

Drone é uma palavra inglesa que significa “zangão“, na tradução literal para a língua portuguesa. Os drones também podem ser chamados de VANT (“Veículo Aéreo Não Tripulado”)  Termo que atualmente encontra – se em desuso segundo as autoridades reguladoras, que atualmente chamam de RPAS ( Aeronaves Remotamente Pilotadas)  siglas que foram criadas a partir do inglês Unmanned Aerial Vehicle – UAV.

Como os drones podem ser utilizados no mercado imobiliário?

Algumas empresas do ramo imobiliário no Brasil já utilizam os drones em diversas etapas do processo de construção, venda e até pós-venda de um imóvel. Veja algumas sugestões de como utilizar esse equipamento a seu favor:

  • Construção: Na construção de um empreendimento, um drone com câmeras de alta definição acopladas, poderá ser utilizado para a fazer a medição do terreno, de forma mais precisa e prática, e ainda possibilitar o estudo de viabilidade do terreno previamente. Como sugere Luiz Dalbelo, gerente de vendas da Santiago & Cintra, há ainda a possibilidade do uso de drones em inspeções. “Além de câmeras fotográficas e de vídeo em alta resolução, os drones podem utilizar outros sensores de captação de informação. Um deles seria, por exemplo, um sensor termal, que poderia ser utilizado na inspeção de equipamentos e estruturas. Caso o operador detecte pontos com excesso de calor, ele pode tomar uma ação corretiva para sanar algum possível defeito da estrutura ou do equipamento utilizado”.
  • Venda: Estudos comprovam que a qualidade e diversidade de imagens de um produto aumenta a afinidade do cliente em relação ao produto e melhoram as chances de conversão em venda. Os drones permitem imagens e até vídeos em alta resolução, de ângulos diferentes (que não seriam possíveis através de fotos tradicionais). Além disso, sua empresa traria uma experiência de compra diferenciado ao comprador, o que aumenta ainda mais suas chances de sucesso no negócio e contribuem para a imagem da sua imobiliária. É algo que impressiona seus clientes e ainda pode ajudar na captação de empreendimentos.
  • Pós-venda: Os drones podem ser utilizados também para coleta de imagens e vídeos do andamento da obra, no caso de imóveis comprados na planta, para que os compradores acompanhem a evolução das obras. É a união da tecnologia com relacionamento com cliente. Mais do que isso, é pensar na experiência do usuário.

Regulamentação

A Força Aérea Brasileira e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) estão trabalhando na regulamentação federal do uso  civil de aeronaves remotamente pilotadas,  ou seja, os drones. No meio Militar a Legislação é diferenciada, podendo eles utiliza – lós quando acharem conveniente. De acordo com a Anac, no caso de uso profissional, quanto mais pesado o equipamento, maiores serão as exigências para operá-los. Até o momento, ainda não existe uma regulamentação vigente aprovada. No entanto, na pagina do DECEA ( Departamento de Controle do Espaço Aéreo ) Já existe um cadastro experimental de Pilotos onde é possível solicitar autorização de vôo. Vale ressaltar que a Legislação Oficial dos Drones ainda está sendo discutida. http://www.decea.gov.br/drone/

Conclusão

Por ser uma tecnologia relativamente nova, e pouco usada ainda no mercado imobiliário, as empresas que começarem a utilizar o drone em seus negócios se destacarão como pioneiras, criando um diferencial competitivo de grande relevância no mercado.

Existem diversas formas de agregar valor à sua empresa utilizando a tecnologia dos drones, e em praticamente todas elas o foco está no cliente e na experiência que ele terá com sua marca.

Nós da Super Drones procuramos sempre prestar nossos serviços com segurança e excelência afim de surpreender o cliente em todos os sentidos. Veja Abaixo um de nossos vídeos de atuação no mercado Imobiliário.

O que você acha do uso de drones no mercado imobiliário? É uma tendência ou realidade? Compartilhe conosco sua opinião nos comentários.

” Veja por cima, veja com a Super Drones”

Fonte: http://universalsoftware.com.br/blog/drones-no-mercado-imobiliario/

Rolar para cima
× Como posso te ajudar?